O risco de apagão de mão de obra na TI

O risco de apagão de mão de obra na TI

Mesmo com milhões de desempregados no Brasil, existe uma área onde acontece exatamente o inverso e sobram vagas a serem preenchidas: estamos falando do setor de tecnologia. A falta de profissionais foi amplamente potencializada após a pandemia. E mais do que isso, especialistas de mercado já esperam um apagão na área de TI nos próximos anos. O que isso significa? Significa que é esperado um déficit de pessoas formadas na área e a quantidade de vagas pode chegar a um nível insustentável. Portanto, o risco de apagão de mão de obra na TI é hoje um alerta para o mercado e para o desenvolvimento das empresas de modo geral.

A conta não fecha

A Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação e de Tecnologias Digitais (Brasscom) calcula que em cinco anos serão criados quase 800 mil novos postos de trabalho na área de TI, mas o Brasil forma pouco mais de 53 mil profissionais de tecnologia por ano, o que deve abrir um déficit de 532 mil pessoas para trabalhar na área. Serão necessários cerca de 70 mil profissionais ao ano para que as vagas sejam completamente ocupadas.

Segundo a Brasscom, até 2025, o Brasil deverá passar pelo “apagão tech”, um déficit de mais de 400 mil profissionais do setor de tecnologia para o mercado local.

A Associação Brasileira de Startups também considera a oferta de desenvolvedores de software (Dev) insuficiente. De acordo com dados do IDC Brasil, o país tem cerca de 150 mil a 200 mil vagas sem candidatos no setor de tecnologia.

Diante da alta demanda, é natural que ocorra uma valorização desse profissional. O resultado é que os salários em tecnologia estão acima da média do mercado, com uma diferença de 118% em relação ao salário médio nacional.

Mercado ampliado

O mercado de trabalho nesta área chama a atenção no Brasil e no mundo pelo número crescente de vagas. Em 2021, a Brasscom computou mais de 123 mil novos empregos apenas no setor de Tecnologia da Informação (TI). Segundo dados do Google, a pesquisa por ciência de dados e tecnologia cresceu 1170% nos últimos cinco anos no Brasil e a procura pela carreira de programador subiu 30% comparando 2022 com 2021.

Isso gera um efeito cascata no mercado de trabalho. Áreas correlatas, como vendas e design, quando ligadas aos negócios digitais, acompanham este crescimento, mas em ritmo menos acentuado.

Neste cenário, cada vez mais as empresas estão vivenciando a necessidade de identificar bons profissionais entre os recém-formados ou mesmo ainda nos cursos de formação, para que consigam contratá-los antes da concorrência.

Diversidade e inclusão no mercado de TI

Sobram vagas e faltam profissionais capacitados. Isso é fato! Mas falta também um estímulo à diversidade. O mercado de tecnologia está acostumado a contratar “talentos padrões”. Hoje, a maior parte dos profissionais de tecnologia são homens brancos ou asiáticos.

Uma realidade que vem mudando aos poucos… Pela primeira vez, estudo destaca que houve uma maior contratação de mulheres no setor de Tecnologia, principalmente das mulheres negras, crescimento expressivo em 2021 de 15,3% e 13,3%, respectivamente.

Entre 2019 e 2020 foram contratados 5,7 mil mulheres e homens negros. Em 2021 foram incrementados 34,5 mil profissionais negros no setor. 

Quais as profissões de destaque neste mercado?

As profissões de TI englobam as carreiras como de desenvolvedores de software, engenheiros de redes, software e telecomunicações, cientistas de dados, segurança da informação e privacidade de dados. Há inúmeras possibilidades. O ideal é que o profissional se especialize em um ramo e continue se capacitando para estar sempre atualizado em relação às novidades do setor.

Como se diferenciar neste mercado tão promissor

Além do conhecimento técnico, você precisa ter algumas competências comportamentais importantes para ter sucesso na área de tecnologia:

:: boa comunicação e interação com diversas áreas;

:: capacidade de trabalhar sob pressão;

:: análise de situações e resolução de problemas;

:: trabalho em equipe e colaboração;

:: capacidade de aprender (muitas vezes por conta própria);

:: flexibilidade;

:: autonomia.

Gostaria de ingressar neste mercado ou tem interesse em contratar uma empresa especializada em terceirização de profissionais TI?

Nós, da Zummit, estamos aqui pra te apoiar nisso.

O mercado está tão concorrido, que hoje vivenciamos uma corrida por uma mão de obra primorosa e rara. E nós temos esses profissionais!

Com mais de 10 anos de mercado, desenvolvemos uma metodologia própria de contratação e retenção de técnicos e especialistas em TI. Todos os dias, portanto, conectamos os melhores profissionais aos nossos clientes. Com um outsourcing especializado, qualificado e com alta produtividade contribuímos de forma direta para o desenvolvimento da sua empresa.

Nosso intuito é alavancar o seu negócio. Para isso, te oferecemos soluções em Outsourcing de TI, Bodyshop e também consultoria em TI.

Então, entre em contato com a gente e saiba como podemos te apoiar.

 Clique aqui e entre em contato.

Como contratar profissionais de TI- baixe o e-book grátis