5 mitos sobre Body Shop em TI

5 mitos sobre Body Shop em TI
1 ano atrás

Se você chegou até aqui, talvez já saiba o que é o body shop em TI. Mas antes de tudo, vamos colocar os leitores deste blog “na mesma página”. Então, vamos à definição do que é body shop. Trata-se de um tipo de terceirização, em que profissionais especializados atuam em outras empresas para executar tarefas específicas, durante um período determinado. É uma estratégia para desenvolver projetos ou soluções pontuais de TI. Após o término do contrato, a empresa pode optar por desenvolver a sua equipe própria para dar continuidade ao projeto. Neste texto, você vai conhecer os 5 mitos sobre o body shop em TI.

Quer entender a diferença entre os tipos de tercerirização? Clique aqui.

É uma prática que vem sendo cada vez mais adotada no universo corporativo. No entanto, ainda existem muitos mitos sobre este tipo de contratação. E é sobre isso que vamos falar adiante.

Mito 1) É mais caro?

Não é mais caro, muito pelo contrário. Se a empresa está em busca de um especialista, certamente ela ganhará em produtividade ao contratar um profissional por meio de uma empresa especializada.

Se você está desenvolvendo um projeto estratégico na sua empresa e precisa de uma equipe de TI de alta performance, por um tempo determinado, o melhor caminho será a terceirização. Pense como um investimento e não como despesa. Pense no longo prazo e não no curto prazo.

Além disso, você poderá se dedicar 100% a outras atividades do projeto. Ou estar focado em sua função principal, deixando nas mãos dos especialistas as tarefas ligadas à TI. Isso te poupará tempo. E tempo é dinheiro…

Mito 2) Equipes terceirizadas não oferecem a mesma qualidade

Quando falamos em terceirização, geralmente falamos em serviços especializados. Portanto, o que se oferece é sim um serviço de qualidade.

Uma vantagem é trazer ao time interno o know-how de especialistas, o que pode ajudar a desenvolver a equipe. Por isso é uma prática ideal para problemas pontuais, que permite desenvolver novas soluções para problemas antigos.

O body shop em TI também pode agilizar processos e ser um diferencial em um mercado que vem crescendo exponencialmente e com previsões de continuar acelerado, além de cada vez mais competitivo.

Conheça os 4 motivos para terceirizar sua equipe de TI.

Mito 3) Perda de controle

Este é um grande mito. É também um mito quando falamos em body shop em TI.
As pessoas têm receio de que, ao terceirizar uma parte da equipe, podem perder o controle sobre as iniciativas e projetos da empresa – o que não é verdade.

Ao contratar uma empresa especializada, certamente ela te trará soluções mais rápidas, com um time altamente capacitado. O trabalho deve ser monitorado com cronogramas e indicadores. E claro, com reuniões de acompanhamento dos avanços e melhorias necessárias.

A estratégia continua nas mãos da empresa contratante. E a operação e prestação de contas, cabe à empresa terceirizada. Tudo é feito de forma clara e transparente, fortalecendo a relação de confiança entre ambas as partes.

Mito 4) A terceirização só é viável em grandes empresas

Este é outro mito muito comum. Afinal, a terceirização oferece hoje alternativas sob medida para cada empresa – seja ela de grande, médio ou pequeno porte

Sendo assim, não importa o tamanho da sua empresa. A terceirização em TI pode ser capaz de atender às suas necessidades atuais e, mais ainda, pode fazer a sua empresa alavancar no mercado, conquistando mais clientes.

Com o apoio de profissionais especializados, certamente você terá uma performance superior ao esperado. Como já dissemos, pense como um investimento e não como uma despesa.

Clique e veja algumas vantagens da terceirização.

Mito 5) Terceiros não se adequam à cultura da empresa

Parece clichê dizer que, mais do que nunca, os profissionais trabalham por propósito. Mas é verdade! Salários e benefícios fazem diferença? Sim, sem dúvidas. Mas hoje o que mais influencia a decisão de fazer parte de um time é a compatibilidade de valores entre ambas as partes.

E nesta lógica, pouco importa se o funcionário é contratado pela empresa ou é terceirizado. O que vale na regra de “vestir a camisa” é saber o que se espera deste funcionário, como ele contribui para a estratégia da empresa, quais avanços são esperados e quais ferramentas serão dadas.

Terceirizar é um ato de colaboração mútua – entre empresa contratante, empresa terceirizada e funcionário terceirizado.

Não se esqueça que o bem mais precioso que qualquer empresa pode ter será sempre o seu capital humano.

Você conheceu hoje os 5 mitos do body shop em TI. Quer evoluir e contar com um time de alta performance em TI?

Então, entre em contato com a gente e saiba como podemos te apoiar.

Nós, da Zummit, estamos aqui pra isso. Somos especializados em conectar profissionais espetaculares a oportunidades desafiadoras.

 Clique aqui e entre em contato.

Como contratar profissionais de TI- baixe o e-book grátis